MG: creche em Janaúba não tinha alvará nem extintor
10/10/2017 - 11h10 em Polícia

“Atentado a gente não prevê”, justificou o prefeito da cidade, Carlos Isaildon Mendes (PSDB)

O Centro de Educação Infantil Gente Inocente, em Janaúba, Norte de Minas Gerais, onde um vigia ateou fogo em crianças de 4 anos, funcionários e nele mesmo, não tinha extintores, saídas de emergência nem plano contra incêndios.

“Atentado a gente não prevê”, justificou o prefeito da cidade, Carlos Isaildon Mendes (PSDB), sobre a falta de alvará dos bombeiros na unidade. Conforme o político, na maioria dos municípios do país é assim. “Não foi por esta razão que as crianças morreram. Nas Torres Gêmeas (EUA), por exemplo, havia a melhor estrutura do mundo de prevenção e ela não reduziu o ataque. Mas a tragédia serve de alerta para dar um novo rumo às estruturas das escolas”, disse.

Nessa segunda-feira, outras 23 unidades municipais foram vistoriadas pelo Corpo de Bombeiros. “Infelizmente, as pessoas só se lembram da prevenção quando o acidente acontece. Precisamos insistir que é um investimento muito pequeno e que nada se compara com a dor de uma família que perdeu um ente querido em decorrência de uma situação dessa”, apontou o tenente Pedro Aihara.

Além da falta de equipamentos de segurança, a estrutura da creche tinha com forro de PVC, o que ajudou a alastrar as chamas rapidamente. “E pensar que poderíamos ao menos diminuir, ainda que um pouco, essa tragédia com algumas medidas”, disse o militar.

Novo imóvel

A previsão é que os alunos da creche voltem a ter aulas na próxima semana. “Temos um espaço que está pronto para ser inaugurado no mesmo bairro. Vamos adaptar o local para que as crianças, que já estavam acostumadas a ter uma convivência diária, não fiquem separadas. Enquanto isso, em 80 dias a nova unidade deve ficar pronta”, informou o prefeito.

O presidente Michel Temer (PMDB) determinou que o Ministério da Educação libere os recursos necessários para a reconstrução da Gente Inocente. “Arquitetos e engenheiros já estiveram lá para os levantamentos iniciais. A preocupação é que essa nova creche não seja parecida com a anterior, para não trazer lembranças da tragédia”, disse em nota. Ainda há previsão para a construção de um memorial no espaço.

Fonte- BAND

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!