Torcedora do Corinthians, mãe de Jailson, do Palmeiras, torce por empate no Dérbi
23/02/2018 11:52 em Esporte

Dona Maria Antonia tem até tatuagem do rival. Goleiro do Verdão está invicto há 29 jogos e pode bater marca de Velloso no clássico de sábado

A mãe de Jailson sempre foi torcedora do Corinthians – tem até o escudo do clube tatuado na perna esquerda –, mas, no que depender dela, o goleiro chegará no sábado à sua 30ª partida seguida sem perder, quando o Palmeiras vai a Itaquera. O jogo começa às 17h (de Brasília).

Não que Maria Antonia vá torcer contra o clube de coração. Vai torcer para o filho não sair de campo derrotado. De preferência, sem ser vazado. Desde que, claro, seus companheiros de time também não façam muitos gols no Corinthians.

– Tenho que torcer para o meu filho,né? Não posso abandonar. Coração de mãe... Quando for com o meu time eu espero que seja empate – disse a mãe do jogador de 36 anos, em entrevista à TV Globo, há pouco mais de uma semana.

Maria Antonia tem tatuagem do Corinthians, arquirrival do Palmeiras, na perna esquerda (Foto: Reprodução)

Maria Antonia tem tatuagem do Corinthians, arquirrival do Palmeiras, na perna esquerda (Foto: Reprodução)

 

– Quando ele não está no gol, torço para o meu time. Quando vejo que ele está, aí tem que ser empate. Cada gol que ele tomar ali vai doer meu coração. Um gol para cada lado está bom demais. Se ficar zero a zero também está bom – acrescentou, vestindo a camisa do... Palmeiras.

A família não é toda corintiana. Ao contrário. Além de Jailson, que desde pequeno vestia a camisa alviverde e tinha o sonho de jogar no clube, também sua avó, Nacife Marcelino, é palmeirense.

Na única vez em que ele enfrentou o time da mãe, na campanha da conquista do título brasileiro de 2016, saiu com três pontos. Foi a última vitória palmeirense no Dérbi, inclusive.

Se isso se repetir neste sábado, ou se ao menos a equipe não perder, Jailson ultrapassará Velloso como dono da terceira maior sequência invicta no clube. Sem derrota desde 28 de setembro de 2016 (Grêmio 2 x 1 Palmeiras), ele está empatado com o ex-goleiro, que também acumulou 29 partidas consecutivas de invencibilidade em 1996.

À frente dos dois, está apenas Emerson Leão, um dos maiores ídolos palmeirenses, que emendou duas longas séries na década de 1970: 34 jogos (entre 04/04/1973 e 18/11/1973) e 42 jogos (entre 05/12/1971 e 07/09/1972). Marcas que a mãe de Jailson certamente torce para o filho bater. De preferência, sem complicar o Corinthians.

Fonte- GE

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!