Copa pode ser última chance para geração vitoriosa do Brasil
06/07/2018 - 14h09 em Esporte

Jogadores consagrados internacionalmente podem se despedir da Seleção sem um título mundial

A escolha do técnico Tite em levar à Rússia um grupo de jogadores experimentados também traz ao elenco um desafio maior no momento de afunilamento e dos grandes confrontos na Copa do Mundo: o de que a cada duelo decisivo, a sensação seja de que uma última chance está passando na frente. É o caso de atletas consagrados internacionalmente como Thiago Silva, Miranda, Marcelo e Paulinho, que possuem carreiras de sucesso, mas sabem que podem terminá-las sem um título mundial pela Seleção caso não tenham êxito agora.

Do grupo convocado por Tite, nove jogadores possuem 30 anos ou mais, incluindo Thiago Silva, Miranda, Marcelo e Fernandinho, todos eles escalados como titulares contra a Bélgica, além de Paulinho, Fagner e Willian terem 29. E, assim, será difícil ver a maioria deles disputando a Copa do Mundo de 2022 no Catar. Por isso, nesse momento, estão a três passos da glória máxima, mas também convivendo com o risco do final do sonho de qualquer jogador.

Thiago Silva é quem mais viu as chances passarem, afinal está em sua terceira Copa do Mundo, tendo sido capitão em 2014, além de possuir uma carreira de recheada de conquistas e respeito pelo que fez com as camisas de Paris Saint-Germain e Milan. Seu companheiro de zaga, Miranda, vive situação quase oposta, pois só agora foi convocado para um Mundial, apesar de carreira consolidada por clubes como Atlético de Madrid, Internazionale e São Paulo. É, portanto, a primeira e única chance.

Já Marcelo, de volta ao time após ser poupado contra o México, participa de sua segunda Copa do Mundo e tem sido ano a ano eleito o melhor lateral-esquerdo do mundo. Como conquistou tudo o que podia pelo Real Madrid, só lhe falta em sua gloriosa carreira o Mundial pela seleção.

Paulinho, Fernandinho e Willian, outros titulares perto dos 30 anos que vão enfrentar a Bélgica, têm em comum a participação no segundo Mundial consecutivo e a busca pela Taça Fifa para coroar carreiras consolidadas. É isto que eles e seus companheiros colocarão em jogo em Kazan e esperam nos dois compromissos seguintes na Rússia. "A Seleção Brasileira está acostumada e tem responsabilidade de jogar em alto nível", assegurou Miranda.

Fonte- Band

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!