Alessandro Cambalhota, o teixeirense que fez sucesso no mundo do futebol
25/10/2018 16:04 em Esporte

Alessandro Andrade de Oliveira, o Alessandro Cambalhota, famoso por seus saltos e piruetas no ar após marcar gols, nasceu no dia 27 de maio de 1973, em Teixeira de Freitas.

O jogador foi revelado pelo Novorizontino no ano de 1993. Na época, apesar de ter feito uma brilhante campanha com o Tigre, no Campeonato Paulista, foi eliminado nas seminais.

Em 1994, foi campeão brasileiro da Série C. Por seu desempenho e boa atuação em campo, Alessandro chamou a atenção do Vasco da Gama, e em 1995 defendeu o Gigante do Colina.

No ano seguinte, retornou para São Paulo, quando foi contratado pelo Santos. Lá, conquistou o primeiro título do clube em 13 anos, o Torneio Rio-São Paulo de 1997 e a Copa CONMEBOL de 1998.

Em meados de 1997, trocou o Brasil pelo Japão, foi defender o Júbilo Iwata. Jogou apenas uma temporada no time japonês e voltou para o Santos, defendendo as cores do Alvinegro Praiano até 1999.

Eduardo Marques, Adiel, Athirson, Lucio, Jorginho, Sandro, Alessandro e Narciso, em 20 de outubro de 2018, na comemoração dos 20 anos do título do Santos na Copa Conmebol de 1998

 

Foi convocado por Vanderlei Luxemburgo para defender a Seleção Brasileira no amistoso contra a Coréia do Sul, disputado em 28 de março de 1999. Os sul-coreanos venceram o Brasil por 1 a 0, e Alessandro Cambalhota entrou aos 20 minutos do segundo tempo no lugar de Juninho Pernambucano.

Depois, Alessandro passou por diversas equipe, desde internacionais a nacionais, como: Porto-POR (de 1999 a 2000); Fluminense (de 2000 a 2001); Cruzeiro (em 2002); Atlético-MG e Al-Arabi-ARE (ambos em 2003); Corinthians (em 2004); São Caetano, Al-Ahli-SAL e Figueirense (todos em 2005); Denizlispor-TUR (em 2006); Kayseri Erciyesspor-TUR (de 2006 a 2007); Guaratinguetá (em 2008); Noroeste (de 2008 a 2009) e Linense (de 2010 a 2011).

No dia 2 de agosto de 2.015, Alessandro Cambalhota esteve em Garça com o máster do Novorizontino, no jogo de solidariedade do garcense Mauri Proença, e posou ao lado do atleta João Rodrigues Santana Gomes, o Xôxo, destaque da seleção amadora local. Foto enviada por Tico Cassolla

 

No ano de 2012, Alessandro voltou ao Novorizontino, para encerrar carreira e virar cartola do time que o revelou. Ele contribuiu com os pés e o próprio bolso para o ressurgimento do antigo GEN, que estava inativo por longos 13 anos.

Conforme a imprensa no local, no mesmo ano, Alessandro passou as férias em sua cidade natal, mas a sua visita a Teixeira teria passado despercebida.

Fonte- Terceirotempo.bol.uol

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!