Michel Temer perdeu a mão, diz Marcio França
28/05/2018 - 16h27 em Política

Governador de SP lamentou a demora do presidente em tomar as devidas providências para barrar a greve dos caminhoneiros

O governador de São Paulo, Marcio França, disse em entrevista à Rádio Eldorado nesta segunda-feira, 28, estar cauteloso quanto ao final da greve dos caminhoneiros. "Estávamos [no domingo, 27] com todos os líderes aqui, o governo federal não quis fazer [anúncio] às 15h, mas à noite", disse. Por conta dessa falta de "timing", França acredita que integrantes do governo federal "perderam a mão". "Torço para que os caminhoneiros aceitem o acordo", disse França, ao demonstrar dúvida quanto a um consenso.

França lamentou a demora do governo Michel Temer em propor medidas benéficas aos caminhoneiros. "Ontem [domingo] à tarde diziam que não podiam atender as reivindicações, mas à noite, o presidente da República concordou com o pleito e anunciou as medidas na TV", disse.

França afirmou que, por conta da demora neste anúncio, ainda não tinha um quadro de como está a situação nesta segunda-feira em São Paulo. "Hoje vou fazer contato de novo com eles, mas acho que isso não foi suficiente porque eles continuam paralisados. De acordo com o governador, às 7h havia ainda 33 pontos de paralisação nas rodovias do Estado, mas sem impedimento do trânsito.

 

Categoria vitoriosa

Para França, é preciso insistir na necessidade de olhar pra vida dos caminhoneiros. "Não sobra nada praticamente para eles depois do frete e do combustível, não há movimento que se sustente se não houver uma verdade forte com eles, estavam sendo explorados, com frete lá em cima, sem seguro, devendo IPVA, no desespero. E no desespero ninguém raciocina", disse o governador paulista, emendando que a categoria é "vitoriosa" na ideia. O temor é o aparecimento de várias "lideranças" nesse movimento, admitiu.

Fonte- Band

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!