Palmeiras erra 66% dos pênaltis no ano
07/08/2018 - 15h31 em Esporte

Baixo aproveitamento fez clube ligar o sinal de alerta

Quando o torcedor do Palmeiras vê o time ter um pênalti a seu favor, não consegue mais comemorar com tanta esperança de que a cobrança será convertida. A equipe vive um péssimo momento quando se trata desse tipo de lance, tendo errado os quatro mais recentes neste ano, duas delas nos dois últimos jogos. Nesta temporada, o aproveitamento é de apenas 33% em cobranças no tempo normal, com dois acertos em seis tentativas.

No último domingo, o meio-campista Jean teve a cobrança defendida por João Ricardo, do América-MG, em encontro pelo Campeonato Brasileiro. Era a chance para a equipe abrir o placar e não ficar no empate sem gols. Dias antes, em Salvador, diante do Bahia, pela Copa do Brasil, o roteiro era parecido. Bruno Henrique poderia ter feito o time abrir 1 a 0, mas chutou no travessão. A partida também acabou empatada sem gols.

Antes desses dois lances, o Palmeiras tinha desperdiçado um pênalti importante contra o Sport, no Allianz Parque. Keno teve a cobrança defendida pelo goleiro Magrão no último minuto. Com isso, a equipe não conseguiu evitar a derrota por 3 a 2. Pelo Campeonato Paulista, Felipe Melo chutou por cima uma cobrança contra o Novorizontino. Naquela ocasião, a equipe já vencia por 5 a 0.

O último gol de pênalti do time em tempo normal foi em março, com Dudu, contra o mesmo Novorizontino, pelo jogo de ida das quartas de final do Campeonato Paulista. O atacante foi quem também converteu outra cobrança do Palmeiras no ano, diante do Mirassol, em fevereiro, pela primeira fase do Estadual.

O aproveitamento ruim da equipe em cobranças deixa o técnico Luiz Felipe Scolari atento pela realização de confrontos eliminatórios em breve. O mês de agosto terá decisões de vaga nas próximas fases da Copa do Brasil e da Copa Libertadores, competição inclusive em que o Palmeiras acabou eliminado no ano passado ao perder nos pênaltis para o Barcelona, do Equador.

Em 2017, o time também foi mal no fundamento. Foram nove chutes da marca da cal, com cinco acertos. Além disso, os pênaltis causaram neste ano a derrota na final do Campeonato Paulista, para o Corinthians, em pleno Allianz Parque, um dos resultados mais dolorosos para o clube até agora em 2018.

Fonte- Bahia

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!