Bahia arranca empate com o Grêmio no 1º jogo das quartas da Copa do Brasil
10/07/2019 22:33 em Esporte

 

Bahia arranca empate com o Grêmio no 1º jogo das quartas da Copa do Brasil

 

O Bahia deixou a Arena do Grêmio com um grande resultado. Na noite desta quarta-feira (10), o Tricolor saiu atrás no placar, mas conseguiu empatar e fechou o placar em 1 a 1 na primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil. Éverton Cebolinha marcou para o tricolor gaúcho, enquanto Gilberto fez o gol do Esquadrão

 

O técnico do Bahia, Roger Machado, se mostrou satisfeito com a atuação e o resultado de 1 a 1 com o Grêmio na noite desta quarta-feira (10), em Porto Alegre. Em entrevista coletiva, o comandante tricolor destacou a atuação da equipe e citou a falha da defesa no gol do adversário. Para ele, o segundo tempo foi muito positivo e poderia até ter dado um resultado melhor ao Esquadrão de Aço.

'Talvez nos permitisse um resultado melhor', diz Roger sobre 2º tempo do Bahia

 

"Numa decisão de 180 minutos, acho que iniciamos bem. Empatar fora contra o Grêmio nunca é fácil, vencê-los é difícil com sua força máxima, com jogadores que a gente sabe manejam muito bem a bola e tem vitória pessoal. Fizemos um jogo equilibrado. No intervalo elogiei muita coisa boa, com a exceção daquele momento de desatenção em uma bola parada que o Jean Pyerre achou uma bola e aconteceu o pênalti. Mas que a gente circulasse a bola com tranquilidade, fizesse a bola bater nos corredores, que não desejasse acabar a bola pelo mesmo lado que a gente iniciava a transição. Fizemos um segundo tempo que talvez nos permitisse um resultado melhor. Saio satisfeito, mas sabendo que não tem nada decidido. A próxima partida vai ser muito dura, mas estamos motivados e confiantes depois desse empate", afirmou.

Artur elogia atuação do Bahia e valoriza empate: 'Bom demais'

 

Questionado sobre as mudanças de última hora do time comandado por Renato Gaúcho, Roger - que já trabalhou com o técnico rival - afirmou que vinha preparando a sua equipe para diversos cenários possíveis.

Bahia arranca empate com o Grêmio no 1º jogo das quartas da Copa do Brasil

 

O Bahia deixou a Arena do Grêmio com um grande resultado. Na noite desta quarta-feira (10), o Tricolor saiu atrás no placar, mas conseguiu empatar e fechou o placar em 1 a 1 na primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil. Éverton Cebolinha marcou para o tricolor gaúcho, enquanto Gilberto fez o gol do Esquadrão

 

O técnico do Bahia, Roger Machado, se mostrou satisfeito com a atuação e o resultado de 1 a 1 com o Grêmio na noite desta quarta-feira (10), em Porto Alegre. Em entrevista coletiva, o comandante tricolor destacou a atuação da equipe e citou a falha da defesa no gol do adversário. Para ele, o segundo tempo foi muito positivo e poderia até ter dado um resultado melhor ao Esquadrão de Aço.

 

 

"Numa decisão de 180 minutos, acho que iniciamos bem. Empatar fora contra o Grêmio nunca é fácil, vencê-los é difícil com sua força máxima, com jogadores que a gente sabe manejam muito bem a bola e tem vitória pessoal. Fizemos um jogo equilibrado. No intervalo elogiei muita coisa boa, com a exceção daquele momento de desatenção em uma bola parada que o Jean Pyerre achou uma bola e aconteceu o pênalti. Mas que a gente circulasse a bola com tranquilidade, fizesse a bola bater nos corredores, que não desejasse acabar a bola pelo mesmo lado que a gente iniciava a transição. Fizemos um segundo tempo que talvez nos permitisse um resultado melhor. Saio satisfeito, mas sabendo que não tem nada decidido. A próxima partida vai ser muito dura, mas estamos motivados e confiantes depois desse empate", afirmou.

 

 

Questionado sobre as mudanças de última hora do time comandado por Renato Gaúcho, Roger - que já trabalhou com o técnico rival - afirmou que vinha preparando a sua equipe para diversos cenários possíveis.

 

 

"A gente projeta vários cenários. A gente sabe que o treinador tem alternativas. Eu conheço o Renato, já trabalhei com ele, sei como pensa a sua estrutura. Imaginamos o Grêmio com o meio mais flutuante com o Luan, isso faria com que a gente estivesse curto no campo... E com centroavante como referência, Vizeu ou André, como veio no caso de hoje, é que teria uma tentativa de empurrar nossa linha para perto do nosso gol e ter mais presença de área para as virtudes pessoais das beiradas e as infiltrações do Jean Pyerre, que a gente sabe que é muito forte, que aconteceu, não numa jogada de bola rolando, porque a gente estava muito atento, mas, infelizmente, numa jogada de bola parada, numa desatenção. Não é surpresa, porque a gente projeta vários cenários, entre eles, esse que entrou em campo", indicou.

 

 

O Bahia volta a jogar no próximo sábado (13), em Pituaçu, contra o Santos, pelo Campeonato Brasileiro. A decisão contra o Grêmio será na quarta (17), às 19h15, na Arena Fonte Nova.

 

"A gente projeta vários cenários. A gente sabe que o treinador tem alternativas. Eu conheço o Renato, já trabalhei com ele, sei como pensa a sua estrutura. Imaginamos o Grêmio com o meio mais flutuante com o Luan, isso faria com que a gente estivesse curto no campo... E com centroavante como referência, Vizeu ou André, como veio no caso de hoje, é que teria uma tentativa de empurrar nossa linha para perto do nosso gol e ter mais presença de área para as virtudes pessoais das beiradas e as infiltrações do Jean Pyerre, que a gente sabe que é muito forte, que aconteceu, não numa jogada de bola rolando, porque a gente estava muito atento, mas, infelizmente, numa jogada de bola parada, numa desatenção. Não é surpresa, porque a gente projeta vários cenários, entre eles, esse que entrou em campo", indicou.

 

 

O Bahia volta a jogar no próximo sábado (13), em Pituaçu, contra o Santos, pelo Campeonato Brasileiro. A decisão contra o Grêmio será na quarta (17), às 19h15, na Arena Fonte Nova.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!